Como saber se seu filho está com febre

15 ago 2018

Como saber se seu filho está com febre

A febre pode ser sinônimo de preocupação para muitos pais. O medo de que algo mais grave aconteça e as dúvidas sobre como e quando medicar acabam gerando muita aflição. Vamos explicar tudo sobre o assunto

Seu filho está quietinho, vermelho e não conversa muito. Ao pegar nele, você percebe que está quente. Com o termômetro, o que você pensou, se confirma: está com febre. Neste momento, é comum os pais se preocuparem.

No entanto, o pediatra Hilton Stival lembra que a febre não é uma doença, mas sim uma reação do organismo. “O corpo entende que precisa nos proteger de alguma infecção. Como bactérias e vírus não resistem a temperaturas de 37ºC, o organismo fica mais quente que o normal para poder combate-las”, conta o profissional.

O que causa febre?

Como o dr. Hilton destacou, a febre é causada por infecções ou inflamações. As mais comuns são otites, gripe, resfriado, amigdalite, infecções no trato urinário, no sangue ou no intestino, pneumonia e outras doenças virais.

Segundo o pediatra Guilherme Lopes Barbosa, se o menino (a) tiver mais de 6 meses e estiver com a temperatura abaixo de 37,5 ºC, talvez não seja necessário tratar como febre. “Agora, se a criança está com 38 graus, parecer desconfortável, não estiver dormindo direito, comendo normalmente e brincando como sempre, o recomendável é buscar ajuda médica”, alerta o especialista.

Como identificar a febre

Para saber se a garotada está realmente com a temperatura elevada, é necessário reconhecer o que é considerado febre. Por isso, os pediatras da Clínica Lis afirmam que é preciso ficar de olho no quanto a criança está quente. Com o auxílio de um termômetro, meça a temperatura e verifique:

  • 36 – 37,5 – temperatura normal;
  • 37,5 – 39,5 – febre;
  • 39,5 – 41 – febre alta;
  • 41 ou mais – hipertermia.

Caso seja necessário, fale com o pediatra.

De que forma devo medir a temperatura?

Termômetros colocados na axila são mais confortáveis para o seu filho. Existem os de mercúrio que demoram cerca de 3 minutos para verificar a temperatura e os digitais que avisam quando conseguiram medir. Os dois podem ser comprados facilmente em farmácias.

Posso medicar meu filho?

Nossos profissionais já falaram sobre a febre ser uma forma de proteção do organismo. Por esse motivo, não é indicado medicar a criança logo quando ela começa. Segundo Hilton, “o remédio deve ser administrado quando a febre ultrapassar 38,5 ºC ou a partir do momento em que a criança apresentar sinais de desconforto”, destaca o especialista.

Ainda não está na hora de medicar. O que posso fazer?

Se a temperatura do bebê ainda não está na indicada pelo médico para medicar, os pais podem tomar algumas medidas para fazer com que o pequeno se sinta melhor. Fique atento as dicas do dr. Guilherme:

  • Mantenha a criança em repouso;
  • Use roupas leves;
  • Fique por perto para observar qualquer alteração;
  • Hidrate! Dê água ou água de coco para que ele possa beber;
  • Ofereça alimentos leves e naturais;
  • Banho morno abaixa a febre de forma gradual, fazendo com que a criança melhore a sensação de mal-estar.

Quando procurar ajuda médica?

Existem alguns sinais de alerta que podem indicar que os pais precisam buscar ajuda de um profissional. Saiba quais os sintomas são sinais para contatar o pediatra:

  • Vômito ou diarreia constante;
  • Erupções na pele;
  • Boca seca;
  • Mudanças de comportamento;
  • Fortes dores de cabeça;
  • Dor de garganta e de ouvido que não melhoram;
  • Torcicolo;
  • Febre persistindo por vários dias;
  • Dor no estômago;
  • Choro estridente;
  • Falta de apetite;
  • Irritadiço;
  • Chiado ou problemas respiratórios;
  • Palidez;
  • Articulações doloridas ou inchadas;
  • Convulsões.

Febre em recém-nascidos

O corpo do bebê tem dificuldade de regular a temperatura quando está doente. Por isso, se estiver superior a 38 ºC ou inferior a 36 ºC, fale com o médico.

Mesmo que o pequeno não esteja doente, o pediatra pode querer verificar as condições dele.

Lembre-se! A orientação do pediatra do seu filho é essencial para tratar qualquer anormalidade na saúde do pequeno. Se tiver alguma dúvida, entre em contato com o especialista (colocar link para a página de pediatria do site).

Deixe um comentário